Eu adentrei o elevador. Com pressa estava. Já atrasada se encontrava para a escola. Enquanto de vislumbre, fitando o grande espelho, sem foco passava as mãos sob os fios soltos do cabelo, alguém aperta o botão "G". Incrustei a raiva salientada sem estar na roupa branca do fardamento escolar.
 Era o Felipe. De imediato ele abrangeu seu famoso sorriso. Aquilo me irritava deveras. No entanto, de extasiar íamos somente ele e eu naquele bendito elevador cinza.
  - Deveria me manter calado, mas, você está sexy de branco e laranja.
   Com o rosto àspero de indignação do mundo imiscuida à um rubor maldito.
    - Então se cale. Sua voz me irrita. - Completei mau humorada.
     - Tudo bem.
      De súbito o elevador sacolejou e morreu no meio do nada.   A energia faltou. Suponho. De supor minha impaciência de manter ao lado daquele chato.
                                                                           - Então, suspirou ele nem um pouco infeliz, parece que o destino conspira a nosso favor.
                      
CONTINUA....


3 Comentários

  1. adorei seu blog.
    parece profissiooanl
    ótimo conteudo
    tá de parabens..


    vou ficando por aqui.
    ótima quinta
    e o blasil já está na áfiguica...
    a..blasil gumo ao héguissa..
    góbinho...
    nilmag...
    luis fabguianu...
    aaah blasil vamu
    abraçooo
    e desculpe os erros..é que eu tenho teclado pleso

    ResponderExcluir
  2. ooi linda, desculpa pela ausência =/
    aqui ta lindo! beijos :*

    ResponderExcluir
  3. CONTINUA....
    Aahh *-*
    Aguardo !

    :*

    ResponderExcluir