fonte da imagem.

           Certa vez, uma amiga disse sabiamente " tudo são escolhas". De fato, tudo aponta direções, ou melhor, as setas entrelaçam-se entre si e formam caminhos percorridos. Ela tinha percorrido longo caminho. No entanto, ali, no meio da surpresa, precisamente próximo a uma praça, lá estava ele.
            Ela o viu. As mãos imediatamente incitaram a tremedeira que alcançou o coração descompassado e as pernas tornaram-se bambas. Não era possível, pensou ela, enquanto aquele desconhecido conversava com alguns amigos.
          Ela viu o desconhecido que não só  atacava seu corpo como representava um alguém que os olhos brilhavam e parecia feliz naquele momento. Ele estava ao lado de um comércio de pastel. Ela, em pé, os olhos quase lacrimejantes com o susto que entorpecia seus sentidos pela surpresa.
          Ela viu um amor que de bem fez mal e logo em seguida mal de novo. Ele não a notou. Ela o notou e assim que desceu no ponto de ônibus encurtou os passos. Ele, por sua vez, foi para algum lugar.
         Ela o viu e optou que ele não tinha lá tanta importância.

- Naia Mello.


4 Comentários

  1. Não é coisa de outro mundo, infelizmente quando nossos sentimentos são sinceros, tendemos a correr esses riscos, eu que o diga...

    ResponderExcluir
  2. Não é coisa de outro mundo, infelizmente quando nossos sentimentos são sinceros, tendemos a correr esses riscos, eu que o diga...

    ResponderExcluir
  3. Ao visitar alguns blogs me deparei com o seu, e quero dar-lhe os parabéns por partilhar o seu saber, gostei por isso deixo aqui um convite:
    Ficaria radiante se visita-se o meu blog, e leia alguma coisa, meu blog é um blog cristão que fala de diversos assuntos.
    É o Peregrino E Servo.
    Desejo muita paz e saúde.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. O bom das decepções é que elas nos ensinam... Bola para frente que o "jogo da vida" continua.

    ResponderExcluir